quinta-feira, 14 de setembro de 2006

Voto virtual - a urna eletrônica é segura?

Implantada no Brasil há 10 anos, a votação eletrônica, é tema de debates entre estudiosos que analisam riscos da urna eletrônica e suas possíveis falhas.

Para o advogado Paulo Gustavo Sampaio Andrade, editor do site Jus Navigandi, a certeza de que a urna eletrônica é 100% segura lembra a idéia que se fazia do Titanic e das torres do World Trade Center antes do desastre. “Se o sistema eletrônico eleitoral é imune a fraudes, considerada uma suposta perfeição técnica e a natureza biológica das pessoas envolvidas” — compara ele — “o sistema financeiro já teria adotado o projeto e contratado as pessoas que criaram e utilizam o sistema eleitoral eletrônico para pôr fim aos inúmeros golpes existentes, por exemplo, nos caixas eletrônicos e nos bancos via internet”.

Essa indagação não perpassa o Tribunal Superior Eleitoral. Na semana passada, o presidente do TSE, ministro Marco Aurélio, reafirmou a confiança na votação eletrônica: “uma das experiências mais exitosas do país, na medida em que
logramos afastar o manuseio das cédulas”, a partir das eleições municipais de 1996. “De lá para cá, não tivemosnenhuma impugnação de substância, de peso” contra a lisura das urnas, reafirmou.
Leia a matéria completa.

Um comentário:

Ciça disse...

Ai mano... meu reino por um diazinho nessa feira do livro!!! Mas peralá... para tudo... Wanderley Andrade é candidato??? ÉEEGUAAA que esse um lá entednde de politica??